Assinalar as etapas

Mar 16, 2016

Durante os primeiros anos, as crianças aprendem e crescem tanto que por vezes é difícil descrevê-lo. Contudo, quer utilize termos técnicos como "desenvolvimento infantil" quer utilize simplesmente "crescer", assinalar as etapas é importante para si e é também importante para nós.

Agora, como parte da nossa parceria com especialistas da Fisher-Price, estamos a tornar mais fácil para si manter-se a par dessas mudanças muito importantes, apresentando um guia simples para as etapas de desenvolvimento que fazem com que cada dia com a criança seja uma aventura de novas aprendizagens.

Continue a ler para consultar a nossa lista simples e rápida de todas as formas de o seu mais pequeno aprender e desenvolver-se sempre que brinca.

As 3 Áreas de Desenvolvimento

A maioria das competências e capacidades chave aprendidas durante a fase pré-escolar recaem numa de três principais áreas de desenvolvimento: desenvolvimento físico, cognitivo ou social e emocional. Eis o resumo de cada área:

 

Físico

Construir" crianças ativas

Dominar as competências físicas é uma parte muito importante da infância e abre caminho a todo o tipo de aprendizagens. As competências físicas incluem:

  • Sentidos: Audição, visão, tato, paladar: os sentidos são as primeiras janelas de aprendizagem que a criança abre e que "iluminam" determinadas áreas do cérebro.

  • Motricidade grossa: As grandes etapas de desenvolvimento físico ocorrem nos primeiros anos de vida e a motricidade continua a desenvolver-se à medida que a criança cresce.

  • Motricidade fina: Desde agarrar um brinquedo a segurar um lápis, desenvolver a motricidade fina ajuda a alcançar o sucesso na escola e na vida.

  • Equilíbrio e coordenação: Sentar-se, andar, correr: as crianças usam muita energia na construção destas competências.

 

Cognitivo

Envolver mentes curiosas

A melhor forma de aprender? É a brincar. Vai ficar espantado/a com a forma como o bebé desenvolve o cérebro nos primeiros anos. As competências cognitivas incluem:

  • Curiosidade: Incentivar a curiosidade, a descoberta e o sentido natural de surpresa ajudará a criança a aprender mais — todos os dias!

  • Resolução de problemas: Como funciona? Descobrir como funcionam as coisas é uma das melhores formas de brincar; desde desafios simples até aos mais complexos.

  • Imaginação: Perguntar "e se?" Sonhar com novas formas de ver o mundo. Ser capaz de imaginar e criar. São os marcos dos grandes pensadores.

  • Aprendizagem: Do ABC à leitura, dos números à contagem, os primeiros anos definem os alicerces do sucesso escolar e da vida da criança.

 

Competências sociais e emocionais

Cultivar personalidades confiantes

Expressar ideias, partilhar com os amigos, ser um bom ouvinte... brincar é uma forma natural (e divertida!) de desenvolver boas competências sociais e o bem-estar emocional.

  • Audição: O bebé consegue ouvir mesmo antes do nascimento e vai sempre beneficiar por ser um bom ouvinte (e comunicador!).

  • Auto-expressão: Sentir-se bem consigo mesmo e comunicar os pensamentos são competências essenciais que se desenvolvem naturalmente através da brincadeira.

  • Partilha e cooperação: Fazer as coisas à vez e dar-se bem com os outros demora tempo e requer prática, mas fazer isso enquanto se brinca, é mais fácil e mais divertido.

  • Segurança e felicidade: As crianças que brincam são crianças felizes. No final de contas, todos os pais querem que os seus filhos tenham ligações emocionais e se sintam felizes e seguros, agora e quando forem adultos!